15/10/2013

Sou a mesma


Sou a mesma pessoa quando ninguém está por perto e quando todos estão observando.
Não uso máscaras só para agradar.
Não tenho preconceito e
meus limites desconheço.
Não tenho pudor e minha busca é pelo amor.
Seja por alguém, por uma flor ou por algo que ainda não vejo.
Também sei brincar, falar besteiras só para animar.
Sou fogo, sou doce, sou séria e vulgar.
Não adianta julgar, pode se afastar.
Meu pranto é solo e meu sorriso é sincero.
Sou o que sou e me governo, me exponho e sofro.
Mas não mudo só para impressionar.
Sou a mesma quando me olho, sou a mesma quando me fecho.

~ Brunna Paese ~




Facebook