26/02/2013

Pare de culpar a Friendzone


Um dos assuntos mais polêmicos da vez, além da blogueira Yoani Sanchez, é a "friendzone". O termo pode não ser tão comum para alguns, mas o que significa já fez e ainda faz parte da vida de muita gente, desde adolescentes à avós.
Em uma tradução livre "zona de amizade" representa aquela situação aonde apenas uma pessoa quer ter um relacionamento além da amizade. Geralmente, um amigo que se apaixona ou um apaixonado que se torna amigo.
Publicamente a expressão Friend Zone já apareceu em um episódio de Friends, vejam aqui, o episódio foi em 1994 e risos a parte, representa a realidade nua e crua de quem não consegue passar a linha tênue que separa uma amizade de um relacionamento.
Não há nada pior para quem gosta ouvir um "te amo como um irmão" na verdade há, ouvir "não te amo mais" ou "achei outra" é bem pior, mas como isso só vem tempos depois é melhor manter o foco na conquista.
No filme Apenas Amigos, 2005 (Just friends título original) Chris Brander (Ryan Reynolds) é apaixonado por Jamie Palamino (Amy Smart) que são amigos desde o colegial. Chris não era, vamos dizer assim, um príncipe encantado, mas cresceu, transformou-se em um homem atraente e em um garanhão. Depois de um tempo reencontra Jamie e a trama começa a se desenrolar em torno deste reencontro.
E aqui iniciam-se os parênteses, a maioria das pessoas não conseguem ser mais do que legais, parceiros, engraçados... Qualidades excelentes para um amigo/a. Mas tanto homem quanto mulher querem mais para um relacionamento. Para alguém se interessar por outrem é preciso mais do que aspectos de amizade, sem atração, desejo ou afinidade ninguém irá abrir as portas, as porteiras e o que mais tiver que abrir para deixar o outro entrar em sua vida.
É por isso, que não basta ser um cara ou uma garota legal, você precisa conquistar o interesse das outras pessoas. Mas como faz isso?
Antes de querer conquistar alguém é preciso criar atributos para solidificar e dar suporte nesse processo, ser uma pessoa interessante implica em investir em cultura, estudos, cuidados com saúde, bem-estar, aparência, vivências, sim experiência de vida conta muito, entre outras coisas. Mas como boa parte do que as pessoas realmente sabem fazer é assistir TV e jogar vídeo game, outra dica válida é tentar conquistar pessoas que irão se atrair pelo que você tem a oferecer, isso facilita na hora da conquista.
Sempre importante lembrar que quem escolhe as pessoas com quem irá se relacionar é você. - Aí mas eu não mando no meu coração! Sim, depois que a vaca for para o brejo fica realmente difícil tirá-la de lá. Portanto, escolher com quem irá se relacionar é uma tarefa tão difícil quanto manter um relacionamento. 
Agora, tem muitos reclamando da tal friendzone para sair ficando com todo mundo, sem critérios, sem razões, sem fundamentos. Ser assim não irá eliminar a friendzone e se não tomar cuidado pode até afastar pessoas interessantes.
Se ao pensar conseguir ir a fundo, perceberá que cada um atrai o que procura e o que merece. Portanto, está na hora de parar de culpar a Friendzone e ir a luta, nem que essa luta tenha que durar anos como no caso dos personagens citados neste texto.
Afinal, quem é que em sã consciência se relacionaria com um inimigo?


Quer mais?

O blogueiro Marcel Dias (@bqeg) fala da friendzone neste vídeo e no blog Byte que eu Gosto tem até exemplos para motivar quem quer sair da tão temida Friendzone.


Imagem: http://blog.bytequeeugosto.com.br/series-de-tv-ensinam-da-pra-sair-da-friendzone/




Facebook