25/08/2009

Água de poço

Queridos cinco leitores {incluíndo minha mãe que não lê, mas sabe como é mãe né?!), queria aproveitar esse espaço para falar um pouco sobre dar aulas.
Neste fim de semana que passou estive em Capitão L. Marques, aproximadamente 60Km de Cascavel. Uma cidade de 13 mil habitantes e com uma economia basicamente movida pela agricultura. Resumidamente, não estava tão empolgada para ir até lá...
Acontece, e aqui está o motivo do post, que às vezes é onde menos esperamos que encontramos coisas realmente gratificantes para nossa vida.
O projeto em qual eu trabalho contempla microempresários que buscam conhecimento em relação à administração de sua empresa e implantação de softwares para gestão.
Para isso são realizados cursos gratuitos sobre controles financeiros básicos, no qual eu dou aula =) e consultoria sobre informática.
E nessa aula em Capitão, nos deparamos com uma realidade desconhecida, ou no mínimo não explorada pelo nosso projeto. O que nos permitiu ir além dos nossos objetivos e realizar a melhor aula feita até então.
O que deixo aqui é a lição que aprendi: Devemos dar mais valor ao que aparentemente não nos atrai. E deixar que as coisas e pessoas mostrem do que realmente são capazes.

Facebook