26/09/2012

Inspirações

Vocês lembram que pedi para que enviassem o poema que mais marcou sua vida?
Bom, tenho vários. Gosto muito dos poemas de Drummond, do Victor Hugo, Fernando Pessoa, são tantos.
Mas o poema que mais marcou a minha vida e que trouxe uma vontade imensa de escrever foi Lua Adversa de Cecília Meirelles.
Esse poema mostra minha essência.

                                                                       LUA ADVERSA 



Tenho fases, como a lua 
Fases de andar escondida, 
fases de vir para a rua... 
Perdição da minha vida! 
Perdição da vida minha! 
Tenho fases de ser tua, 
tenho outras de ser sozinha. 



Fases que vão e vêm, 
no secreto calendário 
que um astrólogo arbitrário 
inventou para meu uso. 



E roda a melancolia 
seu interminável fuso! 
Não me encontro com ninguém 
(tenho fases como a lua...) 
No dia de alguém ser meu 
não é dia de eu ser sua... 
E, quando chega esse dia, 
o outro desapareceu...

Cecília Meireles
=)



Facebook