08/05/2011

À minha amada mãe

Mãe
Por que é que você não está aqui por perto?
Quando estava por perto eu mal sabia que eras tão importante.
Não compreendia porque era tão difícil entender você.
Mas mãe, eu queria tanto ter razão.
Queria que meus desejos e certezas fossem as suas.
Mas você me dizia, não, agora não.

Mãe, quantas vezes você foi tão certa.
Parece castigo, mas você mais uma vez acertou.
E apesar de contrariar, segui seus passos.
Quis agradar, quis surpreender.

Mãe, eu saberia dizer claramente que és a mulher mais bela que já vi.
Eu poderia gritar e mesmo que ninguém pudesse ouvir eu gritaria mais uma vez,
Só para ter certeza que enquanto existir vida nesse mundo,
Só existirá um amor que poderemos garantir.
O amor de mãe.

E por alguma razão, mãe sempre tem razão.
Será que elas vêem além do que podemos ver?
Será que mãe, no âmbito do bem querer, é capaz de dizer:
- Esse caminho, não é o melhor para você!?

Mãe, você é tão correta e assim mesmo tem pesar
Se eu pudesse, daria o mundo e talvez seja essa a busca,
Um algo a mais que a vida não pôde dar,
Mas sim, se eu puder, eu darei.

Mãe, como eu gostaria de poder escolher
E por assim dizer, com grande prazer
Que nessa vida, além das incertezas
A única coisa que se argumenta, é amar você!!!!
Amo como nunca amei ninguém, você!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Facebook