23/02/2011

Algumas coisas...

Algumas coisas não tem razão, e talvez não devessem realmente ter, para existirem.

Porque elas, simplesmente, acontecem, independente da nossa permissão ou querer.

Mas elas tocam fundo, estremecem a alma e tiram nossos pés do chão.

Estar assim é entregar-se, abrir mão do certo, dos conceitos, do necessário.

É deixar que a emoção domine as ações, libertando-se para o que a vida possa oferecer.

Aceitar , por fim, que certos momentos deveriam ser eternos, e serão, se sua memória gentilmente permitir.

Carinhosamente, algumas pessoas deveriam estar sempre por perto, como se fossem aquele amigo imaginário da infância, que divide as piores e melhores histórias, os mais intensos e profundos medos e desejos e que nos acompanham para todo sempre.

Sinceramente, se houvesse explicação para os momentos únicos que vivemos, para as pessoas especiais que conhecemos, claramente, perderiamos a fantástica e surpreendente forma de se viver!

Facebook