22/11/2010

Pronta para recomeçar

Estar ausente é a clara demonstração de que é preciso encontrar-se para continuar...

Esses dias minha madrinha comentou comigo sobre o desapego... Claro que já havia debatido o tema anteriormente. Mas a reflexão, agora, era mais profunda.

Desapegar-se é fundamental para podermos entender muitas coisas e viver melhor consigo mesmo.

Decidi desapegar-me do que me faz mal e do que não traz nada que complete a minha vida.

Resolvi abrir o jogo... Decidi resolver o que estava mal resolvido. Tomei as rédeas da minha vida novamente.

As consequências nem sempre são as esperadas, mas pudera, nem todo mundo tem a mesma reação diante de um mesmo problema.

Mas a vida me ensinou que o tempo não apaga o que aconteceu, mas ajuda a amenizar as tristezas e curar as feridas...

Todos sofremos, todos perdemos, mas é preciso continuar...

Praticar o desapego me ajudou a querer superar isso tudo e me sentir pronta para recomeçar.

O amanhã

Estava ali, tentando entender, o que não sai da minha cabeça,
Tentando encontrar a razão, a questão de tudo isso acontecer.
Passei as noites pensando se teria dado certo de outro jeito,
Resolvendo o passado, consertando o que não há mais solução.
Planejando uma segunda chance para nós,
Refazendo sonhos antigos, regando a flor que já está secando.
Mas nada disso era capaz de acalmar o coração,
De devolver a nossa chance de viver.
Não havia sentido, não tinha sabor,
Nem amargo, nem doce.
Tinham lembranças, tinha um desejar permanente
De que se querer bem, de buscar ser feliz.
Tinhamos apenas eu e você nas recordações,
Naquela velha mania de apegar-se.
Amor, não sou capaz de entender,
Quem dirá fazê-lo aceitar,
Que o que passou ficou nas nossas tentativas,
Nos nossos sonhos jamais concretizados,
Na nossa vontade de dar certo.
Cansei de remoer o que é fato, do que foi, do que poderia ser,
Daquilo que faz sofrer.
Hoje decidi continuar, optei por assumir o controle
E fazer da minha vida um recomeço,
Uma nova razão de ser.
Libertei-me para dar a chance de me surpreender.
Sem expectativas, sem a preocupação do que vai acontecer,
Sendo apenas um marco para o novo amanhecer.

Facebook