30/10/2012

Envelheci 10 anos ou mais desde o último mês

Todos fazem, chega da mesma maneira para todos, para uns não porque se foram.
Conto meus anos pelo meu aniversário e não pela virada natural do ano.
O meu último ano começou bem, com festividades múltiplas, Cascavel, Curitiba e São Paulo.
Na época feliz e contente pelo que tinha, até um pedido de casamento recebi.
Mas esse ano não foi marcado por festividades, foi marcado por luta.
Às vezes quando conto sobre minha vida, e isso poucos sabem, parece que foi inventada, que tirei um dia só para bolar uma história com enredo e gênero dramático.
A deste ano eu separaria em duas, a primeira parte foi uma história triste e sofrida, digna de uma boa novela mexicana, com segundo nome e tudo.
A outra metade eu atribuiria a redenção. Ou melhor, a descoberta.
Este meu ano foi incrível, talvez justamente pela intensidade dos fatos. Faltando três dias para completar 27 anos um relapso de fatos me fez relembrar os tempos difíceis, mas muito mais forte não me deixei esmorecer.
Ressurgi mais forte do que nunca e tenho orgulho do que me tornei.
Desse ano destaco grandes fatos como a viagem até a Índia que está virando livro, na volta um pouco de Europa e meu grande sonho, Paris. Foi a viagem perfeita, tudo que eu precisava e um pouco mais.
Mas teve mais, teve as olimpíadas em Londres, teve Londres, teve cada novo ser que conheci, teve paixão e reencontro.
Esse ano me tornou um ser humano muito mais justo e correto, muito mais conhecedor das mazelas da vida.
Do novo ser surgiu muita coisa, o livro Lembranças que tem poemas lindos, muito amor para quem acredita que cair é apenas um processo do vencer.




Todo mundo tem seu tempo, o tempo de se encontrar, de se libertar, de se permitir, de se entregar, de se solidificar, de amar, de sofrer, de recomeçar, de encontrar sua verdadeira razão de viver. E não há nada que faça esse tempo ser alterado, há o que chamam de paciência, algo que suplanta o tempo e acalma aqueles que não tem o tempo necessário para esperar.

~ Brunna Paese ~



Meu próximo ano chamará realizações.



Facebook