08/07/2009

Quantas frustrações você ainda suporta ter?

Quando ainda era criança, encontrei com minha finada avó no pátio de casa, me lembro como se fosse hoje, ela me parou, olhou em meus olhos e disse:
- Eu vejo que você tem uma grande estrela, um futuro brilhante pela frente.
Ela tinha mania de fazer previsões, outra vez me disse que eu seria a primeira neta a dar um bisneto a ela, triste engano, outro primo já passou na frente.

Óh Céus!!! Me pergunto se alguma de suas previsões seriam realizadas?
Afinal de contas, sempre almejei ter um futuro brilhante pela frente.

Mas a caminhada é complexa e tem muitos altos e baixos. Em um determinado momento na vida, geralmente quando ainda somos criança, nos perguntam o que queremos ser quando crescer.

Já quis ser tanta coisa, de astronauta a aeromoça, já pensei em ser jogadora de vôlei e até tentei, jogo desde os 14 anos, já mantive contato com uma escola para ser detetive, sim, seria divertidíssimo investigar as coisas, pessoas, afinal tenho essa forte sensação de curiosidade que me acompanha desde sempre.

De tantas coisas que quis ser, uma teimei em ser, amadureci, sonhei, planejei e não desisti, ainda vou ser cineasta.

Mas acabei me tornando uma administradora. Na faculdade aprendi a gostar de algumas coisas, coisas que fizeram eu me apaixonar, e não estou me referindo apenas ao meu namorado que conheci por lá, estou falando de algumas áreas que pude conhecer.

Agora, depois de formada, quero me especializar em investimentos e mercado de capitais. São tantos caminhos que é preciso escolher, e essa nem sempre é uma tarefa fácil.

Mas o que tudo isso tem a ver com frustrações?

Nessa caminhada ao futuro brilhante, muitas coisas acontecem, muitas tentativas, investimentos, sonhos, planos. O que acontece é que alguns acabam dando errado, outros nem tanto assim, mas poucos dão certo. Tudo isso acaba se transformando em caminhos, caminhos que acabam levando, vejam só, ao futuro almejado.

Algumas tentativas que dão errado acompanham um sentimento de frustração, de impotência, de dúvidas sobre sua capacidade e sobre toda essa luta. Chega uma hora que até cansa e se pensa quantas dessas ainda é possível suportar?

Mas cabe pensar que o futuro ainda pode chegar, bem melhor do que se sonhou. E que talvez minha avó estava certa, tomara!!!! Cabe ainda lembrar a frase do lendário Rocky Balboa (Silvester Stallone) no seu último filme:

".. O mundo não é um mar de rosas. É um lugar ruim e asqueroso... e não me importo quão durão você é... ele te deixará de joelhos e te manterá assim se permitir. Nem você, nem eu, nem ninguém baterá tão forte quanto a vida. Mas isso não se trata de quão forte pode bater. Se trata de quão forte pode ser atingido... e continuar seguindo em frente. Quanto você pode receber e continuar seguindo em frente. É ASSIM QUE A VITÓRIA É CONQUISTADA!..."



Facebook